Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
A menina Maria Eduarda de Lima Martins, 11 anos foi diagnosticada no mês de setembro com Escoliose Idiopática e precisa de ajuda
10/10/2021 20:54 em Notícias

Maria precisa de cirurgia na coluna que custa R$ 80 mil

Família não tem condições de arcar com o valor e pede ajuda a comunidade

 

A menina Maria Eduarda de Lima Martins, 11 anos foi diagnosticada no mês de setembro com Escoliose Idiopática, com curvatura de 59° na coluna vertebral. Ela que é autista, deficiente visual total e epilética, é filha de Pedro Lima, 46 anos. Moradora do bairro Fernandes, em São João Batista, a família não tem condições e arcar com a cirurgia que custa R$ 80 mil.

A doença foi descoberta, após o pai perceber uma dificuldade de andar da filha. Ao levar no ortopedista da Clínica do Povo, com as imagens de um Raio X o especialista já diagnosticou a Escoliose. Ela também foi encaminhada para o departamento especializado onde foi confeccionado um colete, porém, a curvatura já estava agravada e o colete não consegue mais corrigir, somente a cirurgia é capaz de reverter a situação.

Encaminhada ao Hospital Infantil Joana de Gusmão, os médicos confirmaram o diagnóstico de Escoliose e encaminharam a pequena para a fila de cirurgia. “O desespero bateu quando eles me falaram que ela era a 106° na fila. Fila essa que diminui com 6 cirurgias realizadas por mês, ou seja, vai levar mais de um ano e meio”, desabafa.

 

Cirurgia poderá ser feita em Brusque

Ao saber de cirurgias de Escolioses feitas na cidade vizinha de Brusque, no Hospital Imigrantes, Pedro levou os exames e marcou com consulta com o médico cirurgião Francisco Marcondes Penha, que é ortopedista e traumatologista, com formação em cirurgia da coluna no hospital Governador Celso Ramos e Hospital Saint Joseph’s, em Wiesbaden, na Alemanha. “Só os parafusos e haste em titânio tem o custo de R$ 40 mil”, ressalta Pedro. As outras despesas são com equipamentos cirúrgicos, medicamentos, o a sala de cirurgia, equipe médica e reserva de bolsa de sangue”, relata o pai.

 

Família

Maria Eduarda mora em uma casa cheia de luz. Os filhos de Pedro são todos adotados, Lázaro, Mateus, Deise e Maria, todos tem alguma deficiência. Eles residem em uma casa construída por meio de doações e ajuda da comunidade, dessa forma tem mais conforto e saíram do aluguel. Pedro trabalhava, porém, teve que deixar o serviço para se dedicar aos filhos, em especial Lázaro que exige atenção 24h.

Mateus trabalha no Calçados Ala, nas cotas de pessoas com deficiência e se orgulha dos dois anos que atua na profissão de repositor. Nos fins de semana o pai consegue fazer bico de faxineiro no sítio de um comerciante da cidade. “A renda é curta e as despesas altas, mas vamos nos virando”, conta. 

A secretaria de Saúde de São João Batista está ajudando no que pode. Os exames, assistência, somos gratos por todos que estão nos auxiliando nesse momento.

Campanha

Para amenizar as dores da Maria e a cirurgia ser feita antes do agravamento da curvatura da coluna, Pedro pede ajuda a comunidade. “Eu sei que saímos de uma campanha a pouco tempo, mas está cada dia mais difícil, como pai, olhar a Maria dessa forma. Toda ajuda será bem vida”, finaliza.

 

Conta para ajuda:

Banco do Brasil

Maria Eduarda de Lima Martins

Agência: 2629-8

Conta Poupança: 31 242 – 8

Contato para mais informações: 48 9627-3849 - Pedro

 

COMENTÁRIOS